Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

contos do Jf

Nesse blog contem Contos reais que parecem fantasias e fantasias que parecem reais, se vc desejar se aventurar em escrever um conto  e  quiser compartilhar com a gente mande por email  ou por  whatsApp. contosdojf@gmail.com WhatsApp: +5597984051579

Nesse blog contem Contos reais que parecem fantasias e fantasias que parecem reais, se vc desejar se aventurar em escrever um conto  e  quiser compartilhar com a gente mande por email  ou por  whatsApp. contosdojf@gmail.com WhatsApp: +5597984051579

contos do Jf

25
Mar17

o primeiro encontro

Jf

Depois de uma semana cansativa no trabalho, eu estava querendo relaxar e finalmente o sábado chegou e eu tinha uma festa em uma casa de show que começava com um churrasco no almoço e não tinha hora para acabar. Assim que cheguei na festa, meus amigos já estavam no camarote que tínhamos reservado, começamos a beber vodka com energético, curtindo o DJ tocar enquanto o show não começava. Já pelo meio da primeira garrafa, chegou a namorada de um dos meus amigos e quando olhei estava acompanhada de uma amiga, uma loira baixinha, de camiseta branca e decotada que marcava seu sutiã preto e seus seios avantajados, uma saia curta e um par de pernas torneadas que me deixaram louco, não conseguia parar de olhar para aquela mulher, que fingia não notar. Ficamos bebendo e curtindo, quando começa tocar um pagode, fiquei alucinado vendo ela mexer e dançar, parecia que ela fazia só para me provocar, tirei-a para dançar, deixei o seu corpo bem junto ao meu, sentindo suas coxas roçando na minha, seu cheiro, logo fiquei excitado, não tinha como ela não perceber, mas como não falou nada, seguimos dançando. Depois de dançar conversamos um pouco e ficamos bebendo. Adorei o estilo básico que ela se vestia. Destacava ainda mais os atributos dela. A camiseta revelava muito do seu corpo e por isso gosto muito desse estilo. O show começou, ficamos curtindo, ela ficou na minha frente dançando e rebolando, mesmo sabendo que eu estava olhando e babando, ela foi chegando mais perto, peguei ela pela cintura, cheguei no ouvido e disse: “você me deixa louco rebolando assim…”, ela apenas sorriu, mordi o seu pescoço e notei que ela se arrepiou, deu uma empinada na bunda encaixando junto ao meu pau, que já estava bem duro, deu uma rebolada, apertei contra o meu corpo e agarrei a sua coxa com força, que ela deu um gemidinho, mordi sua orelha e virei ela, nos olhamos, agarrei- a pela nuca e a beijei com vontade, puxei para um canto mais escuro do camarote e fui beijando aquela boca, eu já estava louco de tesão. Percebi que ela, assim como eu, tínhamos tesão por fazer algo mais picante em um lugar público. Deixamos esse tesão nos conduzir pela noite. Encostei-a contra a parede, agarrei sua bunda com uma mão, com a outra alisava a coxa grossa, comecei a morder o pescoço e ela já se entregava todinha, cheguei no decote e tirei o seio dela para fora da blusa, chupei tão gostoso que ela gemeu baixinho no meu ouvido, arranhou as minhas costas e se contorcia de tanto tesão, deslizei a mão pelo corto ate alcançar a calcinha, que já estava toda molhadinha de tesão. Puxei a calcinha para o lado e comecei a massagear o clitóris, enquanto mordiscava e sugava o seu seio, notei que ela estava perto de gozar, mas eu queria que ela gozasse no meu pau. Virei ela de costa e a penetrei com vontade, de uma vez toda, que ela deu uma gemida e rebolou de tesão, com uma mão comecei a massagear o clitóris e enfiando meu pau no fundo. Não demorou muito e ela explodiu dando uma gozada forte, se contorcendo, eu não aguentei e gozei junto. Terminando, ela se virou, me deu um beijo, tirou a calcinha e colocou no meu bolso, dando um sorriso e dizendo: ” Fica de presente, para nunca mais esquecer desse momento e de mim!’, O Show ja estava terminando, e logo elas foram embora, e até hoje eu lembro daquela transa.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D