Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

contos do Jf

Nesse blog contem Contos reais que parecem fantasias e fantasias que parecem reais, se vc desejar se aventurar em escrever um conto  e  quiser compartilhar com a gente mande por email  ou por  whatsApp. contosdojf@gmail.com WhatsApp: +5597984051579

Nesse blog contem Contos reais que parecem fantasias e fantasias que parecem reais, se vc desejar se aventurar em escrever um conto  e  quiser compartilhar com a gente mande por email  ou por  whatsApp. contosdojf@gmail.com WhatsApp: +5597984051579

contos do Jf

05
Abr17

eu e meu padrasto (quarta parte )

Jf

Na noite seguinte, sem conseguir dormir eu pensava, o estranho desejo de sentir o membro de meu pai crescendo em minha boca tomou conta de mim, de madrugada audaciosamente invadi seu quarto sorrateiramente, ele dormia pesado Um ronco leve, estava somente de bermuda, como sempre, so variava a cor, sente-me bem ao seu lado, cuidadosamente abri sua bermuda o membro estava mole de lado, peguei o membro adormecido e coloquei em minha boca, quase inteiro mesmo mole não cabia metade, em minha boca, lentamente foi crescendo eu passando a língua e sugando levemente, de olho em seus movimentos, ele permanecia imóvel, daí a pouco estava grande a cabeça já não cabia na boca, fiquei movimentando a língua em torno da cabeça que latejava, chupava entrando e saindo da minha boca, e com uma mão puhetava ao mesmo tempo, queria sentir ele ejaculando em minha boca, continuei punhetando mais forte, senti que seu caralho iria jorrar em minha boca, pois a cabeça do seu pau ficou inchada, sento que ele estava acordado e desesperado para fingia que dormia, pressionei meu lábios e acelerei os movimentos da mão e da língua, senti o primeirom jato quente e espesso na minha garganta, continuei punhetando, senti o segundo jato na minha língua, muito quente, e doce, continuei lambendo e senti outro e mais outro nos meus lábios, engoli o que estava em minha boca o restante deixei escorrer na minha mão e nos seus pelos pubianos, enxuguei a boca no lençol, e voltei para meu quarto e me masturbei antes de adormecer, No sábado pela manhã, ele saiu para procura um trabalho próximo de casa Nisto chegou um telegrama, que eu recebi e abri era de minha mãe “CHEGO AMANHA PT ME BUSQUE NA RODOVIARIA PELA MANHA PT” FOI UM CHOQUE, gostava de minha mãe mas com ela em casa tudo mudaria, iria perder os carinhos e nossa cumplicidade, Ele chegou entreguei o telegrama e fui para meu quarto, Ele veio parou na porta do meu quarto e disse -Rosa não vamos nos despedir de toda liberdade pois com sua mãe aqui tudo vai ser muito difícil, -Não sei paizinho agora so quero dormir, talvez mais tarde Estava triste. Pensei -Pai você ainda tem daquelas vitaminas pois não sei se vou conseguir dormir esta noite..... -Tenho sim você quer ? -Quero sim estou me sentindo fraca depois deste telegrama -Quantas devo tomar.....? -Acho que umas quatro vai fazer você acordar somente pela manhã, o vidrinho está na mesa do meu quarto....... Entrei no quarto peguei o vidro fui ao banheiro peguei 6 pílulas joguei-as no vaso, puxei a descarga, quando já entrava no meu quarto disse- -Pai tomei 6 pilulas daquela vitamina que parece mais um sonífero, ta bom vou dormir vou deixar a porta sem trinco para você me dar um beijo de boa noite pois com certeza vou estar dormindo em minutos.................. Fiquei preocupada pois mesmo sabendo que eu era virgem até onde iria seu desejo, ele sabia que eu queria me entregar a ele, mas seu respeito falava alto, estava deitada de costa com uma calcinha tipo fio dental guardando minha vagina já úmida e quente pelo desejo profundo, Senti seu caminhar macio no corredor frente a meu quarto, parou frente a meu quarto, em excitada decisão procurando tomar coragem em me lamber e me fazer gozar, dormindo....sabia que iria fazer algo que não devia, mas fraquejou e senti um ruído e a porta se abriu, e o abafado som dela se fechar novamente......sentia sua respiração sentou-se na cama ele ofegava e eu quase morrendo de tesão, fingindo dormir, mas a única maneira de tranquiliza-lo era fingia que estava totalmente inerte dormindo em sono profundo, suas mãos tateante foi em meus seios,quentes macias mas também nervosas, dedos delicados apertando levemente meus mamilos, senti um aperto na buceta que estava pulsando e vazando.......sentia meu clitóris duro ereto no auge do prazer, seus lábios roçaram os meus, hálito quente, sua língua passeou em meus lábios carnudos, enfio a língua em minha boca, provocando uma vontade enorme de retribuir, uma mão ficou em um seio a outra foi descendo tateando cm a cm meu umbigo meu ventre e lentamente alisando chegou em meu sexo, no meu grelo em fogo, saltado quase furando a calcinha, enfiou a mão por dentro da calcinha, seu dedo médio foi ate meu anus, já úmido pelo liquido vaginal que escorria de mim, e voltou pressionando minha buceta totalmente molhada, sua mãos sumiram e apareceram novamente puxando minha calcinha suavemente ate sair me deixando nua .....sua língua voltou senti seu rosto entre minha s pernas, sua respiração estava mostrando seu nervosismo, eu quase morrendo de tesão e desejo, sua língua entrou em minha vagina quase com violência, sua boca aberta parecia que queria engolir minha pequena vagina chupou-me toda , movimentos frenéticos, concentrou-se em meu clitóris , mordendo levemente depois forte, me fazendo explodir no primeiro orgasmo, nunca pensei gozar assim plenitude total, senti-me feliz, relaxando todos meus nervos em uma colisão de desejos, Temia que ele tivesse notado meu fingimento, que minha estratégia fosse descoberta..........senti ele subindo, subindo sobre meu corpo meu corpo ficou entre suas pernas, ele era grande pegou minha mão e levou ao seu caralho, movimentando como fosse masturbar, era grande pensei se ele resolvesse introduzir em mim não aguentaria.........foi deslizando lentamente em direção aos meus lábios roçou em meus lábios meu rosto passando em meu nariz olhos, forçou meus lábios com a cabeça do membro deixei que minha boca se abri-se introduziu em minha boca , fiquei com uma enorme vontade de chupar seu pau mas me contive, meus lábios se uniram em volta daquele cacete maravilhoso, minha vagina era um rio de molhada, estava com vontade de sentir sua ejaculação, de repente ele saiu dexando um leve gosto de esperma que já saia da cabeça do seu pau,,,,,, Com os joelhos. Ele escancarou minhas pernas, gelei pensei ele vai me deflorar, mas continuei quieta ele encostou a cabeça do membro em minha buceta, e pincelou para cima e para baixo forçando meu hímen e ao mesmo tempo esfregando em meu anus, aquilo era maravilhoso se ele empurra-se o caralho em mim eu deixaria, gozei novamente com ele esfregando o pau na minha sofrida buceta, Então veio uma farta ejaculação na minha buceta, meu ventre, meu umbigo, chegando ate meu rosto, era muito esperma, ele continuava esfregando e eu gozando sem parar minhas pernas tremendo quase me denunciando............... Desceu da cama e pegou meu corpo me virando deixando ele me deixou com as nadegas para cima, e abriu minhas pernas Já sabia sua intenção, por isto ficou pincelando meu anus, gelei de medo.....não vou aguentar.........meu Deis me ajude..... O desejo era tremendo continuei fingindo, assustada com a dor que poderia sentir, mas eu queria Seu rosto roçou minha bunda, lambendo entre minhas nadegas, sua saliva grossa regou-me toda, ficou com a língua tilintando meu anus, me enchendo de prazer sua língua sumiu e foi substituída pelo membro, ele parou a cabeça encostada em m eu cu já lubrificado, e so pedia em pensamento muito carinho, o liquido grosso da saliva escorria ate minha buceta, começou a fazer pressão, encontrando resistência, fez mais força, comecei a sentir dor, ele empurrou e com uma dor profunda senti a cabeça do seu caralho entrar em meu anus, ele ficou quietinho, affffffffff era tudo que eu queria A dor era imensa. Ele empurrava milímetros e puxou empurrava e puxava senti que ele colocava mais saliva a cada vez que fazia este movimento, pensei que não acabava mais, quando pensei ter entrado tudo ele empurrou o que restava violentamente, quase desmaiada de dor senti-me penetrada até minhas entranhas, ele tirava até ficar somente a cabeça molhava de saliva e empurrava novamente, sentia que chegava ao meu estomago, comecei a sentir prazer depois de tanta dor, Minha excitação foi aumentando, entrando e saindo meu tesão aumentando, ele empurrava ate encostar os pelos em minhas nadegas tirava ate ficara somente a cabeça e enfiava tudo novamente, começou vir em mim um orgasmo anall, infindável com aquele ,membro enterrado no meu anus sofrido, ele dei um gemido forte e afundou tudo no meu cu e ejaculou um rio de porra na minha bunda...........meu anus piscava enquanto eu ainda gozava, no seu pau..............fiquei de costa olhos fechados, imóvel ele acariciou meu rosto e disse: -Rosa abre os olhos chega de fingir.... Continuei silenciosa....... -abre os olhos minha querida sei que você esta acordada, você tomou remédio errado, tomou vitaminas mesmo, de verdade, -então você sabia que eu estava acordada o tempo todo -se eu estivesse realmente dormindo teria feito o que fez ? - rosa ninguém e dono dos desejos ele vem em nosso cérebro você se entregou completamente eu sabia que você estava fingindo você se entregou totalmente, ninguém adormecido goza conforme você gozou Te amo filhinha...............vamos esperar sua mãe amanhã Ele me deu um beijo sugando minha língua, passou o dedo em minha buceta e chupou o dedo, e disse logo vou comer sua buceta cheirosa e doce.......................... -Você quer ? - não respondi, só abri as pernas, mostrando minha vagina molhada e fiz um Bye Bye com as mãos Final logo escrevo como foi embora meu cabaço

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D