Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

contos do Jf

Nesse blog contem Contos reais que parecem fantasias e fantasias que parecem reais, se vc desejar se aventurar em escrever um conto  e  quiser compartilhar com a gente mande por email  ou por  whatsApp. contosdojf@gmail.com WhatsApp: +5597984051579

Nesse blog contem Contos reais que parecem fantasias e fantasias que parecem reais, se vc desejar se aventurar em escrever um conto  e  quiser compartilhar com a gente mande por email  ou por  whatsApp. contosdojf@gmail.com WhatsApp: +5597984051579

contos do Jf

25
Mar17

comendo a enteada

Jf

Minha Enteada é o meu calvário Meu nome é Carlos tenho 39 anos, bem conservado, conheci a Patrícia quando eu tinha 28 anos e passamos a morar junto nesse tempo ela já tinha uma filhinha Clara de anos, o pai de Clara é um Zé ninguém que sumiu no mundo, só fez fazer. Clara tomava banho comigo e com a mãe dela desde sempre aos anos não deixamos mais, dissemos a ela que estava mocinha e deveria tomar banho sozinha, mais o costume de ir de madrugada para a nossa cama continuou e muitas vezes isso me incomodava, Patricia dizia que isso ia ter fim era só ter paciência assim como acabou o banho junto com a gente. Acontece que Clara já com anos estava um tezãozinho, muito linda e ia deitar com a gente com uma camisolinha transparente, deixando transparecer o peitinho e a calcinha minúscula que usava, e o pior e que de vez por outra encaixava a bundinha no meu pau, certa vez a mãe de Patrícia foi internada para fazer uma cirurgia e Patrícia foi acompanhar a mãe no hospital a noite já que durante o dia era enfermeira no mesmo hospital. Acontece que logo na primeira noite que ela ficou no hospital , de madrugada a Clara chegou na cama para se deitar, parece que estava sonolenta e foi chegando deitando e pegando parte o meu cobertor e se cobrindo ficando de costa pra mim, eu disse Clara, vai pra tua cama tua mãe está no hospital, ela disse a tio deixa eu ficar aqui, e se aconchegou mais ainda em mim, esfregando a bunda no meu pau, eu disse deixa disso vai pro teu quarto, ela: porque? Porque fica te esfregando em mim, ela; e o que é que tem? É que eu fico de pau duro e pode invadir essa tua bucetinha e fazer um estrago, ela; será? Sr. Não tem coragem; então comecei passar a mão na bundinha dela, como ela estava com uma camisolinha passei a mão direto no funda da calcinha, ai ela deu um gemidinho e empinou a bundinha, passei pela lateral da calcinha e passei o dedo na rachinha dela, então eu disse essa tua calcinha é muito apertada, ela simplesmente tirou a calcinha e disse pronto. Nesse momento perdi o receio de tudo, eu só queria me divertir com aquela menina de apenas 11 aninhos que me enchia de tesão, meu pau estava quase estourando de tão duro; baixei o short e comecei a passar o pau na bucetinha dela e não passou nem um minuto e ela já estava gozando, e continuei esfregando o pau em toda a extensão da buceta dela sem introduzir, ela se mexendo que parecia uma cobra na areia quente, disse a ela quando tu aguentar vou tirar o teu cabacinho, então ela disse tira logo que eu aguento, disse não vai sair sangue e quando tua mãe chegar vai perceber, vai te encher de pergunta e tu vai acabar contando, disse ela nunca, pois vou querer brincar sempre com você. Então comecei a beijar o pescoço, orelha e a boca e ela muito timidamente colocou a língua na minha boca, foi baixando e mamei nos peitinhos e fui passando a língua na barriga e cheguei bucetinha que estava toda meladinha da gozada anterior, e cai de boca e ela enlouqueceu uma hora ela empurrava a minha cabeça de encontro a buceta, outra hora ela passava as pernas em volta da minha pás e ficou naquela loucura ate que gozou me presenteando com uma bela mixada. E voltei a esfregar o pau na bucetinha ela gozou de novo e eu gozei também que nem um cavalo, foi porra que alagou a bucetinha dela, mais foi só por cima sem introduzir, mandei ela ir para o quarto dela pois a mãe não podia ver ela dormindo na nossa cama quando chegasse. Mas a partir desse dia começou um inferno na minha vida, essa menina me sacaneando o dia todo e toda madrugada, vai para o nosso quatro, sem calcinha e fica esfregando a bucetinha no meu pau ate gozar, foi praticamente obrigado a tirar a virgindade dela de tanta perturbação, hoje ela esta com 13 anos e fica pedindo pra gente fugir e ir viver a nossa vida, já mandei ela sair com outro homem me disse que não é puta pra tá transando com qualquer um, minha vida virou um inferno no começo da noite fodo a mãe dela 6 horas da manha tenho que foder a filha, outro dia fiquei de cama devido uma dor de cabeça, , a mãe foi trabalhar e ela disse que não ia a escola pra cuidar de mim, azar o meu antes da mãe dela chegar 12,30 transamos quatro vezes, e o pior e que agora não quer mais tomar remédio diz que se engravidar eu vou ter que assumir ela. Na verdade eu não sei se eu fodo ou se eu estou fudido, o diabo da menina só pensa em sexo, se é sábado e a mãe vai ao mercado ela não vai que pra gente dar um rapidinho. Mais eu adoro transar com ela tem um gozo fácil, com poucas bombadas já esta gozando e a buceta fica clicando em volta do meu pau. Estou pensando seriamente em me mandar com ela, porem tenho que deixar ela completar 14 anos, O que vocês acham?

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D